Imagem

O que fazer quando estiver se sentindo mal?

É comum a gente descontar na comida quando se sente mal, pois comer é uma das formas de aliviar as emoções negativas. O problema é que, quando comer é nosso mais importante (senão único) mecanismo de aliviar as emoções negativas, pode surgir a compulsão alimentar.

Nós temos diferentes formas de lidar com as emoções negativas. Podemos nos distrair delas, podemos mudar nossa percepção e focar em coisas positivas ou podemos aprender a suportá-las. 

Hoje vou te dar orientações para aprender a suportar emoções negativas. 

Sim, suportar as emoções negativas é importante porque nem sempre você vai conseguir evitá-las. Tentar não sentir algumas emoções, por piores que elas sejam (esquiva emocional) só piora a situação. Algumas pessoas podem, por exemplo, ficar com medo de sentir medo e desenvolver síndrome do pânico, etc.

Além disso, algumas estratégias de distração das emoções negativas (comer, comprar, etc.) podem ter consequências mais sérias do que a própria emoção negativa em si, podem gerar comportamentos compulsivos.

Então vamos para as dicas:

1- Observe seus sentimentos por alguns minutos, sem tentar mudá-los. Aceitar suas emoções sem tentar modificá-las é o primeiro passo para perceber que elas mudam sozinhas lentamente.

2 - Saiba que nossas emoções estão fora do controle, elas podem ser “ativadas” em nosso sistema límbico por eventos, pensamentos e lembranças, de forma tão fluida que às vezes nem percebemos qual o primeiro elo que desencadeou o fluxo de pensamentos e sentimentos subsequentes.

3 - Se você acreditar demais no que você está pensando quando está emocionalmente perturbado, pode ficar ruminando sentimentos negativos o que aumenta muito seu sofrimento. Então tente não se apegar demais e ficar remoendo o que é ruim.

4 - Lembre-se de que você não se resume ao que você está sentindo ou pensando sobre você em momentos de dor emocional. Estados emocionais negativos desencadeiam pensamentos negativos associados, para que haja coerência. Ou seja, quanto mais você se apega aos sentimentos ruins, mais pensamentos ruins surgem e o ciclo vicioso continua.

Parece meio clichê, mas lembre-se de que, assim como a tempestade, as emoções negativas (e positivas) passam. 

O fato é que você precisa aprender a tolerar certa dose de desconforto até que ele passe.  

Da mesma forma como alguém que faz tatuagem tolera a dor até terminar (se quiser mesmo o corpo tatuado), ou alguém que dá a luz a um filho precisa suportar a dor das contrações até o bebê nascer. 

Pense em você mesmo, quanta dor física ou emocional foi capaz de suportar até hoje ... algumas dores foram até necessárias para seu crescimento e seu desenvolvimento, tenho certeza.

Você pode aprender uma forma mais saudável de conviver com o que dói em você sem precisar de válvulas de escape como a comida!