É possível ter uma vida saudável e manter a forma de modo consistente.

O segredo de resultados permanentes depende de equilíbrio emocional e autoconhecimento.
Jussara
Juju Lima

Psicóloga e Coach de emagrecimento

Mestrado em Psicologia do Desenvolvimento Humano

A compulsão alimentar é um dos maiores inimigos do emagrecimento


Você já comeu sem controle? Sabe quando a gente ataca o armário ou a geladeira e come até passar mal? Todo mundo já deve ter passado por isso pelo menos uma vez na vida.

Cuidado! É bom ficar alerta, pois muita gente acha que tem compulsão alimentar (e não tem) e, assim,  o termo acaba sendo banalizado.

Em um episódio de compulsão alimentar há uma ingestão exagerada de comida em pouco tempo (até duas horas), junto com uma sensação de descontrole (você não sabe dizer o que você come e quanto você come). 

A compulsão alimentar ocorre em indivíduos com peso normal e em pessoas obesas. Ou seja, até quem é magro pode ter compulsão alimentar. Algumas pessoas com doença celíaca ou diabetes, que impõe uma série de restrições alimentares, podem desenvolver compulsão alimentar. 

É comum comer escondido, rápido, sem fome, até passar mal. Depois disso pode vir culpa e vergonha, em um nível intenso de sofrimento.

Se você costuma exagerar e com quantidades assustadoras de comida até passar mal, não ignore esses sinais. Esse comportamento mostra que sua relação com o alimento está desequilibrada. 
As informações contidas neste site têm caráter meramente educativo e não substituem a consulta com um profissional de saúde.